recife resiste!


Apesar do fim da greve, funcionários do BB continuam parados
14/10/2010, 09:14
Filed under: notícias | Tags: ,

Após 15 dias de paralisação, bancários de todo o País aceitaram nesta quarta-feira (13) as propostas da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Em Pernambuco, a exceção ficou por conta do Banco do Brasil, que continua em greve por tempo indeterminado e voltará a ter assembleia hoje, às 16h30. O acordo com os bancos prevê reajuste de 7,5% para quem ganha até R$ 5.250, adição de R$ 393,75 ou correção da inflação (4,29%), o que for mais vantajoso, para os salários acima de R$ 5.250 e reajuste de 7,5% para todos os benefícios. As agências devem voltar a funcionar normalmente a partir de hoje.

A proposta assinada inclui ainda maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), com correção de todos os valores em 7,5% e, para o limite individual da Parcela Adicional, um índice de correção mais elevado, de 14,28%, passando de R$ 2.100 para R$ 2.400.

Funcionários do Banco do Brasil no Estado não aceitaram a proposta patronal por questões específicas, como o plano de cargos e salários e algumas pendências na área de saúde. Para os bancários da Caixa Econômica Federal, o acordo distribuirá 4% do lucro líquido de maneira linear para todos os empregados, haverá reajuste salarial de 7,5% sobre todas as verbas salariais, sem o teto de R$ 5.250 proposto pela Fenaban e o piso salarial será elevado para R$ 1.600.

Em relação à segurança, ficou decretada a obrigatoriedade da divulgação de estatísticas trimestrais no setor, atendimento psicológico pós-assalto e possibilidade de troca de agência para os funcionários das unidades vítimas de sequestro. Decidiu-se ainda pela inclusão na convenção coletiva de uma cláusula específica para o assédio moral, com condenação da empresa assediadora e criação de uma central de denúncia com prazo para apuração e retorno dos casos para o Sindicato dos Bancários.

“Consideramos que houve avanços tanto nas atitudes do sindicato quanto nas assembleias. Se o Banco do Brasil acha que deve continuar a paralisação, o sindicato garante o apoio à decisão”, declarou a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Jaqueline Melo.

Durante a paralisação, 8,3 mil agências – de um total de 19,8 mil – tiveram as portas fechadas em todo o País, de acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiros (Contraf-CUT). A greve, considerada a maior dos últimos 20 anos, teve início no dia 29 de janeiro e reivindicava, entre outros aspectos, reajuste de 11% frente aos 4,29% equivalentes à inflação e propostos pela Fenaban, maior participação nos lucros, elevação dos pisos salariais, maior segurança nas agências, fim do assédio moral e das metas abusivas.

Mídia Corporativa: JC Online

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Bancários encerram greve nacional e voltam ao trabalho hoje

Os bancários de todo o país decidiram na noite de hoje (13) acatar a proposta da Federação Brasileira de Bancos (Fenaban) e encerrar a greve, iniciada no último dia 29. Apenas os bancários do Maranhão rejeitaram o acordo oferecido pelos bancos e vão continuar paralisados. As informações são da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf).

Os trabalhadores do Banco do Brasil (BB) de Porto Alegre, de Vitória da Conquista (BA), e de Três Rios (RJ) também decidiram continuar em greve. Os bancários do BB de Curitiba ainda não chegaram a uma decisão.

Os funcionários da Caixa Econômica Federal do município do Rio de Janeiro, do estado da Bahia, Porto Alegre, Pará e Amapá, Maranhão, Vitória da Conquista (BA), Jundiaí (SP), Três Rios (RJ), Santo Angelo (RS), também não aceitaram a proposta do banco e continuam paralisados.

A proposta dos bancos inclui reajuste de 7,5% nos salários dos empregados que recebiam, em agosto de 2010, remuneração fixa mensal até R$ 5.250,00. Para os salários acima deste valor será dado um aumento de R$ 393,75. Os bancos darão ainda reajuste de 7,5% para todos os benefícios.

Para a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) haverá correção de todos os valores em 7,5%.

Os bancários pleiteavam aumento de 11%, elevação na Participação nos Lucros e Resultados (PLR), vale-refeição, vale-alimentação, auxílio-creche e pisos maiores, além de auxílio-educação.

O BB e a Caixa apresentaram proposta específica para os seus funcionários, que inclui outros benefícios, como aumento no piso salarial de 13% no BB, que chega agora a R$ 1.600, e de 12,7% na Caixa, que atinge R$ 1.637.

A greve dos bancários durou 15 dias e paralisou mais de 8 mil agências em todo o país.

Mídia Corporativa: Agência Brasil

Comentário por reciferesiste




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: