recife resiste!


Justiça decreta que greve dos legistas é ilegal
31/03/2011, 20:54
Filed under: notícias | Tags: ,

O juiz da Oitava Vara da Fazenda Pública da Capital, Airton Mozart Valadares Vieira Pires, decretou a ilegalidade do movimento grevista dos médicos-legistas, deferindo a Ação Ordinária de Obrigação de Fazer, ajuizada, na última terça-feira (29), pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). Na decisão, o juiz determina à Associação Pernambucana de Medicina e Odontologia Legal (Apemol) que encerre imediatamente a greve ou qualquer movimento que comprometa as atividades no Instituto Médico Legal (IML).

O procurador geral do Estado, Thiago Norões se mostrou satisfeito com a decisão da Justiça. “A decisão é acertada e foi proferida com muito equilíbrio: não se discute o direito dos servidores de reivindicar direitos e vantagens de forma legítima, mas se reconhece a ilegalidade do uso de instrumentos espúrios que tragam prejuízos à comunidade”, comentou.

Mídia Corporativa: Diário de Pernambuco



Outdoor garante direito de resposta ao MST em Pernambuco
31/03/2011, 20:51
Filed under: notícias | Tags:

Camponeses e camponesas Sem Terra do Estado de Pernambuco conquistaram uma vitória na luta pela efetivação dos Direitos Humanos e em defesa da Reforma Agrária.

A mensagem “Reforma Agrária: Esperança para o campo, comida na sua mesa” encontra-se em 21 outdoors espalhados por todo o estado.

A mensagem foi publicada após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), pela Associação dos Militares Estaduais de Pernambuco (AME), antiga AOSS e a empresa de outdoors Stampa.

O TAC é fruto de mediação promovida pelo Ministério Público de Pernambuco e se deu em decorrência da veiculação massiva de propagandas de cunho difamatório e preconceituoso contra Sem Terras, promovida pela antiga AOSS, no ano de 2006, no Estado.

Continue lendo



Uma historinha sobre liberdade de imprensa
31/03/2011, 20:04
Filed under: digressões | Tags: ,

O carnaval já estava praticamente na rua quando a história estourou nas páginas do Jornal do Commercio da quinta-feira anterior à folia. Dizia a matéria que um jornalista da empresa havia sido interrogado por coronéis da corregedoria da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. Os de farda queriam saber a fonte de uma série de reportagens que denunciavam irregularidades no Corpo de Bombeiros. Um absurdo que viola não só a Constituição Brasileira, mas também diversas normativas internacionais. O sigilo da fonte é um direito de quem tem o dever de informar a população e faz parte dos preceitos da liberdade de imprensa.

Não demorou para que a sociedade civil se movimentasse. O Movimento Nacional dos Direitos Humanos foi o primeiro a encabeçar uma nota pública repudiando o fato. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Pernambuco também divulgou posicionamento similar. Na mesma tarde foi marcada uma entrevista coletiva em que não só entidades ligadas ao MNDH e SinjoPE estiveram presentes, mas também a Ordem dos Advogados de Pernambuco e o próprio JC fez-se representar através de seu diretor de redação Ivanildo Sampaio. O objetivo: mais uma vez repudiar a ação dos coronéis e informar sobre a intenção de notificar o caso à ONU e à OEA.

Continue lendo



Tempo de tolerância nos jornais
31/03/2011, 19:56
Filed under: digressões | Tags: , ,

Se as revoluções democráticas na Tunísia e no Egito ocorressem em Pernambuco, os jornais possivelmente trariam manchetes como “Mais uma tarde de caos no trânsito” com matéria vinculada “Congestionamento durou seis horas”. Foi assim durante a mobilização dos camelôs, em dezembro de 2010, e, recentemente, na passeata dos estudantes contra o aumento no preço das passagens de ônibus.

O pressuposto de liberdade da cartilha liberal, o direito de ir e vir, aparece como critério-notícia da ordem do dia, relegando a reivindicação dos movimentos sociais para segundo plano. Prova disso é carta ao leitor veiculada pelo Diário de Pernambuco no última segunda-feira (31/01). A sugestão é impor o “tempo de tolerância” para os protestos no espaço público.

Ao se referir a um bloqueio feito por moradores na BR-101 Norte, em Igarassu, o missivista reitera a cantilena. Diz ele que “deveria haver pela polícia uma tolerância de aproximadamente 15 minutos em cada protesto e a partir daí partiriam para a força, pois não é admissível que fiquemos à mercê de protestos esdrúxulos”.

Continue lendo



Metalúrgicos protestam e complicam trânsito na Agamenon Magalhães
31/03/2011, 11:42
Filed under: notícias | Tags: , ,

Cerca de 150 trabalhadores de uma empresa metalúrgica da Zona Oeste do Recife realizaram um protesto, na manhã desta quinta-feira (31), na Avenida Agamenon Magalhães, um dos principais corredores viários do Recife.

O grupo saiu em caminhada da Praça do Derby, na área central da cidade e foi até a Superintendência Regional do Trabalho e Empregro (SRTE), que fica também na Agamenon Magalhães. O trânsito no sentido Recife-Olinda ficou um pouco complicado na área por causa do manifesto.

Os trabalhadores estão protestando a participação nos lucros e resultados da empresa. De acordo com eles, os números apresentados não estão condizendo com a produção dos operários em 2010. A expectativa deles é de que o impasse seja solucionado no STRE.

Uma comissão foi recebida por representantes do STRE. Cerca de 350 trabalhadores estão em greve por tempo indeterminado. Caso a reunião não produza nenhum avanço, eles pretendem seguir em caminhada até o Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

 

Mídia Corporativa: Jornal do Commercio



Sem Terra ocupam agências da Caixa Econômica em PE
30/03/2011, 21:36
Filed under: notícias | Tags: ,

Mais de 300 trabalhadores rurais organizados pelo MST ocuparam na manhã desta sexta-feira as agências da Caixa Econômica Federal nos municípios de Limoeiro, Timbaúba, Serra Talhada e Caruaru.

As famílias exigem que sejam resolvidas as pendências para a construção das casas em assentamentos da Reforma Agrária, que têm inviabilizado a conclusão das obras.

Em Caruaru, uma comissão do MST está em reunião com a superintendência da Caixa. As agências continuarão ocupadas até que as famílias tenham uma resposta positiva de sua pauta.

As obras de construção de 600 casas estão paradas por falta de recursos, lentidão no processo de medição das áreas ou na liberação dos recursos.

As famílias exigem ainda um complemento para a construção de cada casa, visto que o recurso dos convênios atuais não é suficiente para a finalização das casas.

Da Página do MST, 25 de março de 2011



Trabalhadores da Refinaria e Petroquímica mantêm a greve
29/03/2011, 07:10
Filed under: notícias | Tags: , ,

Em assembleia, na manhã de ontem, em Suape, os trabalhadores das obras da Refinaria Abreu e Lima e da PetroquímicaSuape votaram pela continuação da greve, que já dura oito dias. Eles também mantiveram as reivindicações (cesta básica no valor de R$ 160 e pagamento de 100% das horas extras aos sábados) e decidiram fazer outra reunião na próxima segunda-feira, com os cerca de 34 mil trabalhadores (número da Confederação dos Trabalhadores, sendo quatro mil do Consórcio Conest, 12 mil de outras empresas da Refinaria e 18 mil da Petroquímica). Eles vão acertar detalhes para audiência de negociação, intermediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), na segunda, 10h. Na terça, o Tribunal  Regional do Trabalho (TRT-6) julga a legalidade da greve.

Todas as atividades dos dois empreendimentos continuam paradas e, de acordo com o Sindicato Nacional da Indústria Pesada (Sinicom), a greve envolve 28 mil trabalhadores – sendo 18 mil envolvidos nas obras da Refinaria e 10 mil da Petroquímica. Galvão explicou ainda que a comissão de trabalhadores assume um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) comprometando-se a só negociar horas extras novamente em 2012 e reajuste do valor da cesta básica apenas pela inflação. “Não estamos aqui para quebrar patrimônio, mas a decisão da assembleia tem que ser respeitada”, disse Galvão. Continue lendo