recife resiste!


Trabalhadores voltam a parar a obra da refinaria
18/03/2011, 13:39
Filed under: notícias | Tags: , , ,

Os trabalhadores do Consórcio Conest – formado pelas empresas Odebrecht e OAS – voltaram a paralisar as obras do canteiro na Refinaria Abreu e Lima, no Complexo de Suape. Em assembleia realizada na manhã de ontem, os operários não acataram a proposta de acordo mediada pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT-PE) negociada entre a empresa e a comissão que representa os funcionários. Hoje pela manhã será realizada uma nova assembleia no canteiro e, na próxima segunda-feira, às 9h na sede do MPT, será realizada uma nova audiência para apresentar as considerações finais do processo de negociação, iniciado há um mês.

Se as partes não chegarem a um acordo, o Conest vai solicitar o julgamento da legalidade da greve junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) já na próxima semana. Mesmo com o apelo da comissão, que defendeu o acordo negociado no MPT, os trabalhadores não aceitaram a proposta do Conest de pagar 80% das horas extras nos sábados e o pagamento de R$ 130 de vale-alimentação. Na pauta, os operários pediram 100% de hora extra e R$ 300 de vale-alimentação. Durante as reuniões, aceitaram receber R$ 160 pelo vale.

O diretor de contrato do Conest, Antenor de Castro, disse que ficou surpreso com o resultado da assembleia e que não esperava que os trabalhadores voltassem a fazer paralisação na obra. “O MPT vinha tentando encontrar uma solução que atendesse às duas partes. A empresa negociou e cedeu até acima do que pretendia ceder para buscar um entendimento. O dissídio coletivo também já está próximo e os pontos mais polêmicos poderiam ser discutidos lá”, diz, lamentando a intransigência dos trabalhadores.

A própria Federação Nacional dos Trabalhadores na Construção Pesada também esperava que os operários aceitassem a proposta. “Na assembleia nós defendemos o acordo negociado no MPT, mas os trabalhadores não aceitaram e nós vamos acatar a decisão deles, porque esse é um diferencial nessa nova condução da negociação. Não vamos impor decisões aos trabalhadores”, afirma o presidente da Federação, Wilmar Santos, fazendo referência á postura do Sintepav-PE.

A posição dos trabalhadores também é considerada radical por alas do MPT-PE. O entendimento, nos bastidores, é de que o ganho obtido até agora é grande. Em oito meses de obras, o valor do vale-alimentação saltou 225%, de R$ 40 para R$ 130, último valor proposto pelo Conest. O impacto no salário dos empregados é de 5%.

Quanto ao segundo ponto de discórdia, a questão é ainda mais delicada. O pagamento de horas extras para os sábados, que antes da sucessão de greves só era feito pela metade (50%), não pode se transformar num pedido tão primordial. Sufocado pelo prazo com a cliente Petrobras, o Conest precisa do trabalho no último dia da semana. Por outro lado, o trabalhador engorda o seu contracheque com esse expediente, que é todo computado como sendo acima de suas 44 horas semanais. Só que brigar pelo pagamento de 100% dessas horas extras faz com que elas se tornem uma regra, e não uma exceção, como entende a legislação trabalhista brasileira. Na avaliação do procurador-chefe do MPT-PE, Fábio Farias, o ideal é resolver todos impasses até a próxima segunda-feira e evitar que a discussão chegue à Justiça.

Mídia corporativa: Jornal do Commércio

 

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Nova paralisação nas obras da Refinaria Abreu e Lima

Os trabalhadores do consórcio Conest, de responsabilidade da construtora Odebrecht, paralisaram as atividades de parte da construção da Refinaria Abreu e Lima, no polo industrial de Suape. A decisão foi tomada depois de uma assembleia realizada hoje pela manhã. Os funcionários estão exigindo na pauta de negociação, que vem sendo monitorada pelo Ministério Público (MP-PE), um auxílio alimentação de R$ 160 e o pagamento de 100% das horas extras realizadas aos sábados.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Odebrecht, as negociações realizadas hoje pela manhã ainda foram impedidas por trabalhadores de outras construtoras responsáveis pela implantação da refinaria Abreu Lima, que estariam paralisando também suas atividades.

Operários de outras empreiteiras, que também são responsáveis pela construção da refinaria da Petrobras, impediram o acesso de trabalhadores da Odebrecht através de barreiras no portão 1 da construção. Segundo a assessoria de imprensa, por conta disso, os funcionários que trabalham na área administrativas também não puderam ir ao trabalho hoje.

Já o assessoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada (Sintepav-PE), destacou que houve uma negociação na manhã da última terça-feira (15) em que os trabalhadores aceitaram a proposta do Ministério Público e da Odebrecht. A pauta aprovada por 12 trabalhadores, que representam os 4 mil funcionários envolvidos no setor do consórcio Conest, admitia o valor de R$ 130 no vale alimentação e 80% do valor nas horas extras feitas aos sábados.

Ainda de acordo com a assessoria, a nova paralisação decidida na manhã de hoje, foi uma surpresa para todos. Até porque outras reivindicações dos operários já estavam sendo implantadas pela empresa, a exemplo da instalação de vestiários nos principais portões de acesso à construção. Outro ponto importante nos avanços da pauta trabalhista seria o direito de passagens aéreas para operários que moram em outros estados. O consórcio já tinha

sinalizado que uma empresa de turismo estaria sendo implantada no local para a compra de passagens com 30 dias de antecedência.

Uma nova audiência está marcada entre representantes dos trabalhadores, Sintepav-PE, o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Civil no Ministério Público (MP) na manhã da próxima segunda-feira (21). Sindicatos e construtora temem que a negociação chegue à Justiça do Trabalho, o que levaria todas discussões anteriores à estaca zero.

Mídia corporativa: pernambuco.com

Comentário por reciferesiste




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: