recife resiste!


Pedalando em silêncio, em luto e por mais respeito
19/05/2011, 18:39
Filed under: divulgação, notícias | Tags: , , ,

No último domingo, mais uma ciclista foi vítima da violência no trânsito do Recife.

A morte de Sandra Lúcia em Boa Viagem foi mais uma das mortes, que ainda são desconhecidas ou chamam pouca atenção em uma sociedade que parece encarar anestesiada, o impacto da violência no trânsito sobre a morte, principalmente de pedestres e ciclistas, mas também de motociclistas e motoristas.

Os problemas de trânsito tem seu componente de exclusão social bastante acentuados em casos como este no bairro de Boa Viagem. As comunidades, próximas a uma das áreas mais ricas da cidade, possuem uma via expressa que dificulta sua mobilidade. Via expressa, porque a avenida onde aconteceu o acidente é o caminho natural de uma das obras viárias mais controversas em curso no Recife – a Via Mangue, que pretende rasgar o mangue, criando uma via expressa ligando o centro do Recife à zona sul da cidade e região metropolitana numa via expressa sem semáforos, com velocidade de 60Km/h. Com a avenida iniciando-se imediatamente após o final da futura Via Mangue, o processo de isolamento das comunidades tende a acentuar-se, indo além dos carros velozes que ignoram a situação de pobreza na área e do canal que corta o bairro.

Porém, esse acidente não foi o último, nem no Recife, nem em outras cidades de outras regiões ou países. A fragilidade presente no conjunto quase simbiótico entre ser humano e motorista é um alvo fácil para mostoristas imprudentes e desrespeitosos, que impõem uma dinâmica de violência nas ruas, desumanizando as cidades.

Em 2003, Larry Schwartz é morto, ao ser atropelado por um ônibus escolar na cidade de Dallas, nos Estados Unidos. Inconformado com a morte do amigo, Chris Phelan, tem uma ideia de organizar um passeio em memória da morte do amigo e para chamar a atenção para ciclistas que pedalam pelas cidades. Usando a propaganda boca a boca e muitos contatos, em 10 dias,  mais de 1000 ciclistas atenderam ao chamado para o primeiro Ride of Silence [Pedal do Silêncio, em tradução livre].

Nos anos seguintes, o passeio, caracterizado por ciclistas em trajes brancos ou faixas pretas em memória de ciclistas, condutores de veículos não-motorizados e pedestres aumentava, tanto na cidade onde se iniciou, espalhando-se pelos E.U.A. e outros países. Até chegar em 2008, com a participação de quase 8000 pessoas, em 296 cidades, em 18 países.

A necessidade de chamar atenção para cidades mais humanas é válida e trouxe a tona a revolta das pessoas em cidades onde o automóvel dá a dinâmica de espaços onde as pessoas estão cada vez mais segregadas e distantes umas das outras. O Ride of Silence é mais uma dessas manifestações, onde se mostra aquilo que a cultura do automóvel teima em esconder: a vida – frágil que há fora da redoma de metal.

O Pedal do Silêncio – Recife 2011, acontecerá pela primeira vez aqui, contando com a participação de ciclistas, patinadores e quem mais estiver interessado em participar em memória e luto, mas também celebrando a vida e o respeito no trânsito.

Fonte: Bicicletada Recife

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: