recife resiste!


Carta aberta à população
08/08/2011, 11:52
Filed under: carta | Tags: , , ,

Nós, técnico-administrativos em educação da UFRPE, queremos explicar à população em geral e à comunidade universitária em particular, os motivos que nos levaram a tomar esta decisão da greve, iniciada desde o dia 06 de junho de 2011. Sabemos dos transtornos que esta decisão causou para aqueles que dependem do nosso trabalho, sejam estudantes, professores ou população que utiliza algum serviço da universidade. Mas precisamos dizer que a culpa da greve não é nossa. Infelizmente, esta foi a única saída encontrada pela categoria para resolver o impasse criado pelo Governo Dilma Roussef e seus aliados.

Para entender melhor, é preciso voltar à greve de 2007. Naquele momento, o governo se comprometeu em manter mesas de negociações para resolver alguns pontos pendentes da pauta de reivindicações. Entretanto, as mesas não avançaram e por isso várias necessidades da categoria ficaram sem respostas. Agora todas elas estão de volta na pauta da Campanha Salarial deste ano.

Por muito tempo a FASUBRA, nossa entidade nacional, tentou negociar um acordo com o governo. Desde fevereiro de 2011 entregamos nossa pauta de reivindicações, mas até final de maio as mesas com o governo, na figura do MEC (Ministério da Educação e Cultura) e do Recursos Humanos do MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão), não avançaram. Em todas as situações, o governo empurrou com a barriga a negociação e não apresentou nenhuma alternativa concreta. Dessa forma, fomos obrigados a utilizar novamente um dos principais instrumentos históricos da luta da classe trabalhadora, a greve.

Assim, é preciso dizer que a valorização dos trabalhadores passa sim por fatores econômicos. Existe uma Medida Provisória, a 549/09, que entre outras propostas prejudiciais ao serviço público, pretende congelar os salários de todos os trabalhadores deste setor, por um período de 10 anos. Se olharmos a realidade, vemos que a inflação está corroendo os salários de toda a classe trabalhadora e, com os salários congelados, nosso poder de compra estará mais comprometido. Não teremos, portanto, condições de sustentar nossa própria família de forma digna.

Mas nossa luta não acaba com as questões salariais. Outra medida que o governo pretende fazer é a privatização dos Hospitais Universitários (HUs). A Medida Provisória 520/2010, que pretendem transformar em Projeto de Lei, entrega os HUs para empresas privadas. O governo cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) que poderá realizar contratos temporários com a possibilidade de cobrança das consultas e procedimentos, como já acontece em São Paulo nos hospitais geridos por organizações sociais. Desse jeito, no futuro a privatização poderá chegar aos Hospitais Veterinários, o que também representa um fator negativo para a população.


A comunidade universitária também precisa entender que as condições de trabalho estão péssimas. Muitos trabalhadores fazem o serviço de três ou quatro pessoas por falta de pessoal, pois o governo além de não realizar concursos públicos suficientes para atender a demanda que existe nas universidades, agora cancelou os concursos realizados.


Com esses esclarecimentos, pedimos o apoio a toda sociedade para garantir uma universidade pública, 100% gratuita e de qualidade.


Comando Local de Greve da Universidade Federal Rural de Pernambuco

Fonte:  Sintufepe UFRPE

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: