recife resiste!


Santiago está linda – Relato libertário-recifense no Chile
28/09/2011, 16:10
Filed under: imagens, notícias | Tags: , , , , ,

Este slideshow necessita de JavaScript.

A cidade ferve. A populaçao chilena despertou do sono pós-ditadura. Dizem xs chilenxs que, depois da fase terrível, depois do pesadelo latino-americano das ditaduras ter invadido seu país (de 1973 a 1990, empurrada pelas forças imperialistas norte americanas obviamente), Chile ficou em coma, adormecida de medo, sono profundo. O general Pinochet, militar de mais confiança do socialista Salvador Allende (regime que durou apenas 3 anos), traiu seu presidente, matou-o, acabou com um sonho anti-capitalista. Desde entao a educaçao do país jamais foi a mesma, Pinochet destruiu tudo o que havia de público nela. Gritam nas marchas, chilenos e chilenas, estudantes, senhoras, senhores e crianças: “Y VAS A CAIR, Y VAS A CAIR, LA EDUCACIÓN DE PINOCHET!”.

Agora o sono acabou. Muitxs acordaram, o ruído capitalista aterrorizante explodiu as caixas de som e bateu o recorde de audiência, quase 200 mil pessoas na avenida principal de Santiago na última quinta-feira (23/09). As marchas começaram em junho, nao cessaram ainda, escolas e universidades “públicas” (nao sao públicas de verdade, muito menos gratuitas), paralizadas há 4 meses. Estudantes se reuniram em assembleia, decidiram fazer greve (sim, greve estudantil existe!), muitos colégios foram aderindo, alguns/algumas professorxs foram forçados a parar o trabalho, outrxs aderiram fortemente à luta.

A educaçao no Chile é um problema sério. Os empresarios da educaçao sao os bancos, é a eles que se paga a educaçao. Créditos de financiamento caríssimos a cargo dos banqueiros, estudantes endividados por toda a vida. “NO + LUCRO” as paredes pichadas gritam. Agora resistem escolas e faculdades tomadas, assim xs chienxs chamam as ocupaçoes: “Las Tomas”. Santiago tem uma cultura de marchas, diferente das metrópoles brasileiras. Cerca de 7 milhoes de habitantes, a capital nao passa muitos anos sem botar 100 ou 200 mil na rua protestando. Esse ano radicalizou, de junho pra cá, mais de 10 marchas, recorde de 300 mil pessoas na rua, muito enfrentamento policial, coragem e combatividade, Santiago continua linda, o cidadao chileno caiu da cama (ou do coma).

Alguns muros dizem “NIN PÚBLICA, NIN PRIVADA, EDUCACIÓN LIBERTÁRIA”. A FECH (entidade de esquerda “representativa” dxs estudantes) está negociando com o governo, mas as bases quem armaram o movimiento, adolescentes seguem ocupando suas escolas, as autoridades temem a populaçao. “O POVO UNIDO AVANÇA SEM PARTIDO”, dizem as faixas, ninguém precisou de uma entidade para se rebelar e manter a luta por meses. Santiago está explodindo, assembleias surgiram nos bairros, comunidades fazem festas culturais organizadas autonomamente e os microfones tocam Ska, música folclórica e discursos emocionados a favor da educaçao.

O problema da concentracao de renda, da exploracao capitalista de serviços e recursos públicos, da criminalizacao dos movimentos sociais, sao questoes universais, a opressao latino-americana é extra-nacional, nós sabemos. Amanha (29/09) há outra marcha na cidade, muita gente na avenida principal, o povo grita, canta, toca e dança. Recife, acordemos desse profundo sono latino-americano. Do Pacífico Sul ao Atlântico, dos Mapuche (indígenas latinos) aos Xucuru de Pernambuco, dos chilenos aos brasileiros, é preciso resistir! Autonomia ao povo chileno, autonomia a nós recifenses!

Pequeno relato libertário-recifense no Chile.

Internacionalizemo-nos!

Obs.: Outro relato no Revocultura.

Carta-proposta dxs estudantes aqui.

 

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: