recife resiste!


Trocando de pele
07/11/2011, 23:17
Filed under: carta | Tags: , , ,

Há tempos que estamos presos na mediação, na dificuldade de nos movimentar efetivamente, encarcerados pelas nossas próprias armadilhas. Seja por dicotomias rasteiras, que pouco dizem sobre a realidade. Seja por disputas intituladas de políticas que não nos serve, além de separar pessoas, para nada. Ou até pela nossa burocratização, na busca sem fim por uma legitimidade.

Que os nossos corpos sejam lançados na busca da nossa ação cotidiana, na reflexão e na diferença de podermos ser sujeitos críticos do nosso mundo.  Que os nossos olhos se embacem, mas que nos permitam olhar novamente, que sejamos tomados pelo  estranhamento de nós mesmos, e, dessa forma,  podermos refletir e apontar não apenas o que nos é alheio, distante, mas também as nossas próprias relações e ações corriqueiras. Que troquemos de pele.

Foi criada a nova mídia do DACS. Não somos iluminados, por isso, não pretendemos ser iluminadores.  Não temos a intenção de caminharmos para A VERDADE. Queremos sim, embaçar a  visão e a percepção de todos, de ninguém, de qualquer um. Que, acima de tudo, pensemos juntos.

Diretório Acadêmico de Ciências Sociais – UFPE

Anúncios


Agradecimentos da Festa no Curral!

Recife Resiste e Revocultura se encontraram numa noite de muito rock, oficinas, correria, intervenções e arte nessa sexta-feira 16 de setembro. Foi massa, galera! Agradecemos a todxs que contribuíram com o bar, levando as cervejas, arrumando antes e depois, ao catador de latinhas,  a todas as cosmogirls e dead lindas, aos cosmoboys e aos dead lindos e as tangerinas azuis e rosas, lilás, verdes e negras…

É por conta do resultado dessas cooperações que cada vez mais se solidifica este projeto de uma rádio autônoma com muita troca sobre música, política e lisergia no cotidiano recifense. E é só o começo.

No mais, fazemos das palavras do Revocultura as nossas.

Resistir!



PORQUE ESTAMOS MOBILIZADOS – Jornada Nacional da Via Campesina
23/08/2011, 11:52
Filed under: carta | Tags: , , , ,

Ao povo brasileiro, governos municipais, estaduais e federal

Por mudanças no modelo agrícola: para que todos tenham terra, condições de produção,emprego e renda no meio rural. E alimentos saudáveis para toda a população.

Os movimentos sociais da Via Campesina: Comissão Pastoral da Terra(CPT), Movimentodos Atingidos por Barragens(MAB), Movimento dos Pescadores e Pescadoras, Quilombolas, Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), Sindicato dos Trabalhadores na EMBRAPA, CIMI (Conselho Indigenista Missionário) e diversos movimentos do campo, estamos mobilizados em todo o país, para debater com a sociedade e com os governos, municipal, estadual e Federal, para exigir mudanças no modelo agrícola e apresentar propostas para a agricultura brasileira.

O modelo do agronegócio é o jeito das grandes empresas estrangeiras  controlarem aprodução e o comércio de nossa agricultura, dos bancos  ganharem dinheiro, em aliançacom os grandes proprietários de terra e  apoiados pela mídia. Ele concentra a produção, a propriedade da terra, expulsa os trabalhadores do campo, só produz para exportação, usa de forma intensiva venenos e máquinas, e desequilibra o meio ambiente.

Continue lendo



Carta aberta à população
08/08/2011, 11:52
Filed under: carta | Tags: , , ,

Nós, técnico-administrativos em educação da UFRPE, queremos explicar à população em geral e à comunidade universitária em particular, os motivos que nos levaram a tomar esta decisão da greve, iniciada desde o dia 06 de junho de 2011. Sabemos dos transtornos que esta decisão causou para aqueles que dependem do nosso trabalho, sejam estudantes, professores ou população que utiliza algum serviço da universidade. Mas precisamos dizer que a culpa da greve não é nossa. Infelizmente, esta foi a única saída encontrada pela categoria para resolver o impasse criado pelo Governo Dilma Roussef e seus aliados.

Para entender melhor, é preciso voltar à greve de 2007. Naquele momento, o governo se comprometeu em manter mesas de negociações para resolver alguns pontos pendentes da pauta de reivindicações. Entretanto, as mesas não avançaram e por isso várias necessidades da categoria ficaram sem respostas. Agora todas elas estão de volta na pauta da Campanha Salarial deste ano.

Continue lendo



A GREVE DA REDE PRIVADA DE ENSINO EM 2011
14/06/2011, 13:18
Filed under: carta, digressões | Tags: ,

        Com 21 anos de sala de aula, desses 21, 17 na rede privada de Pernambuco, talvez fosse o suficiente para acreditar e às vezes até verbalizar que passaríamos, mais uma vez por tudo novamente e do mesmo jeito. Pura bobagem.

        O igual está em nossas cabeças ou são questões determinadas pelo Estado, como por exemplo a data base, ou o formato de negociação entre patrões e empregados e mesmo assim, até essas definições obedecem direta ou indiretamente a dinâmica de uma correlação de forças.

        Igual mesmo? Posso citar: a sigla do sindicato SINPRO, uns acreditando que não temos forças, outras tendo a certeza que somos a categoria profissional mais organizada do mundo, àqueles que apostam na consciência política do educador, assim como aqueles que votam a favor da luta e esquecem do que votaram e até os que não querem lutar. Essas questões que se repetem e as vezes pensamos construir uma realidade igual as anteriores, são exatamente as que fazem diferença.

        Lutar para sair dos 6,31% para 7% de reposição que a inflação já comeu, vem uma sensação de que paramos quando apenas começavamos, afinal era simplesmente o segundo dia de greve.

Continue lendo



Carta dos Servidores Municipais da Assistência Social aberta à população
07/06/2011, 10:45
Filed under: carta, notícias | Tags: , , ,

Os educadores sociais do IASC e os assistentes sociais, psicológos, pedagogos e auxiliares administrativos dos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) e do único CREAS (Centro Especializado da Assisência Social) do Recife estão em greve, desde o dia 30 de maio de 2011. Abaixo vocês verão o porquê, não é só aumento de salário que eles querem.

A política de assistência social em Recife sofre com a total falta de prioridade política e administrativa por parte da Prefeitura do Recife através da Secretaria de Assistência Social deixando, dessa forma, a população quase que totalmente desassistida. Esta política sofre de um processo de invisibilidade. Legitimada como política pública desde 2004, a Assistência Social ainda está longe de ser implementada com o mesmo status e importância de outras políticas públicas no município. Apesar da gestão atual sempre mencionar que o social é sua prioridade, isso não se evidencia no cotidiano de sua administração. A precariedade na Assistência Social no Recife vem desde a gestão anterior, na qual iniciou os serviços descritos pela Política Nacional de Assistência Social. Desde 2007, os servidores públicos manifestam sua indignação com a gestão municipal quanto à falta de responsabilidade e compromisso com a população que necessita dos serviços da assistência social. Nesta gestão são evidenciadas diversas debilidades, dentre essas se destaca o número reduzido de Centros de Assistência Social (CRAS) e a não prioridade no município em estruturar esses equipamentos. Recentemente o Ministério Público abriu um inquérito para averiguar a situação dos CRAS e cobrar uma resposta da gestão municipal para a efetivação da política. Continue lendo



O MUNDO NÃO É PRETO E BRANCO! – 17 DE MAIO / DIA INTERNACIONAL DE COMBATE À HOMOFOBIA
17/05/2011, 00:35
Filed under: carta | Tags: , ,

O NAJUP – Núcleo de Assessoria Jurídica Popular / Direito nas Ruas – vem, por meio da presente nota, ressaltar a importância do dia 17 de maio para a luta do movimento LGBTTT em combate à homofobia. Isso porque a referida data faz menção à retirada da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças pela Organização Mundial da Saúde, no ano de 1990.

Conforme amplamente divulgado pela mídia, em recente julgado, o Supremo Tribunal Federal reconheceu, por unanimidade, os efeitos jurídicos da união homoafetiva (decisão que permitirá, por exemplo, a adoção de crianças e adolescentes por pessoas do mesmo sexo). O incontestável avanço na seara do Direito de Família rumo à construção de uma sociedade menos desigual não representa, contudo, a superação das relações hierárquicas entre os gêneros e das diversas expressões discriminatórias do modelo patriarcal capitalista.

Com efeito, o sistema dominação-exploração continua a ser estruturalmente responsável por inúmeros homicídios de LGBTTT ocorridos no Brasil nos últimos anos, apenas pra citar uma das mais variadas e perversas facetas da homofobia em nosso país. Assim, apenas em 2010, foram registrados pela ONG GGB (Grupo Gay da Bahia) um total de 260 casos de assassinatos de gays e travestis em todos os estados da nossa federação, o que revela a vulnerabilidade desse grupo social diante da violência.

Continue lendo