recife resiste!


Trabalhadores de Suape bloquearam PE-28 nesta manhã
28/04/2011, 10:59
Filed under: notícias | Tags: , , ,

Cerca de 250 trabalhadores do Complexo Industrial Portuário de Suape, em Pernambuco, bloquearam a rodovia estadual PE-28 na manhã desta quarta-feira (27) para reivindicar melhores condições estruturais na via. Os manifestantes usaram pneus e madeiras para fazer o bloqueio. A estrada liga o porto a algumas praias na região, onde vivem os funcionários.

Por causa das condições da via, eles são obrigados a trafegar com velocidade reduzida. Segundo a tentente Wedja Costa, da Polícia Militar (PM), algumas pessoas chegaram a ser demitidas por causa dos atrasos.

A rodovia ficou interditada durante toda a manhã e o protesto só terminou por volta das 13 horas, com a chegada do diretor interino do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PE). Segundo a assessoria de imprensa do DER, as obras de conservação e recuperação do trecho tinham início previsto para o dia 9 de maio, mas a negociação com as lideranças resultou em uma nova data. Hoje foi deslocada uma frente de trabalho para tapar emergencialmente três buracos e as obras começarão amanhã.

Mídia corporativa: NE10

Anúncios


Pernambuco: A luta dos operários de Suape
11/04/2011, 11:55
Filed under: notícias | Tags: , , ,

A superexploração e ganância patronal, reforçada pela repressão desencadeada contra os operários no complexo industrial e petroquímico de Suape, não arrefeceu o ânimo e a combatividade dos trabalhadores.

Nos canteiros de obras, Odebrecht, Camargo Correia, Queiros Galvão, Galvão e Pampulha Engenharia, entre outras grandes empresas, imprimem ritmo desumano de trabalho.

Os operários denunciam constantes humilhações e abusos cometidos pelos patrões e capatazes das empresas nos canteiros:

— Somos chamados de cachorros por encarregados, gerentes e patrões — protesta  um operário na fila para o almoço, acrescentando em seguida — Quando reclamamos, do péssimo tratamento, das horas extras que quase nunca pagam e das péssimas condições de trabalho, eles gritam com a gente coisas como: “vocês eram cortadores de cana, passavam fome e hoje tem profissão e salário, tão reclamando de que? Até fardinha vocês tem.” Veja que absurdo! — indigna-se o trabalhador.

Continue lendo



Trabalhadores de Suape participam de nova audiência pública
06/04/2011, 22:25
Filed under: notícias | Tags: , ,

O Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT-PE) realiza audiência nesta quinta-feira (7 de abril), às 8h, para tentar resolver o impasse sobre o desconto das horas paradas dos trabalhadores da Refinaria Abreu e Lima e da PetroquímicaSuape. Embora a justiça tenha autorizado o desconto em decisão no último dia 29 de março, a questão ficou de ser negociada com os patrões pelas lideranças sindicais do movimento. No entanto, após nove dias do julgamento, a questão parece não ter sido negociada. O próprio MPT-PE diz ter tomado conhecimento de que alguns trabalhadores foram demitidos com os descontos, causando descontentamento entre a categoria, que, inclusive, ameaça parar novamente as obras.

Mídia corporativa: Ne10



Funcionários protestam no Complexo de Suape e não retornam ao trabalho
23/03/2011, 10:44
Filed under: notícias | Tags: , , , ,

A manhã desta terça-feira (22) foi de protestos no Complexo de Suape, no Litoral Sul do Estado. Um trecho da estrada de acesso às obras foi bloqueado e os operários voltaram a se reunir no canteiro de obras porque não aceitaram as propostas feitas pelas empresas, envolvidas na construção da Refinaria Abreu e Lima e da Petroquímica Suape.

Os funcionários querem R$ 160 de vale-alimentação e também o pagamento de 100% de hora extra aos sábados. De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Pesada, quase 25 mil pessoas pararam de trabalhar.

Na tarde desta terça, os advogados do sindicato disseram que vão entrar com um pedido no Tribunal Regional do Trabalho para que a greve seja considerada ilegal. Eles querem que os operários voltem ao serviço.

Além disso, uma nova audiência com o Ministério Público do Trabalho foi marcada para tentar resolver o impasse. O encontro será realizado às 15h desta terça.

Mídia corporativa: pe360graus.com



Greve reacende lutas operárias em Pernambuco
18/03/2011, 15:30
Filed under: notícias | Tags: , , , ,

O consórcio Conest é composto pela OAS e a Odebrecht, que são responsáveis pela construção das unidades UHDT e UDA da refinaria Abreu e Lima no Complexo Industrial e Petroquímico de Suape. Ali também se instalaram, operando dentro dos mais de 13 mil hectares, outras empresas do ramo da construção pesada, como a gigante Queiroz Galvão e outras terceirizadas, um conjunto variado de transnacionais que abrangem vários ramos de indústrias, além do estaleiro e do complexo portuário.

Neste mosaico de exploração, a concentração de operários é massiva, os salários são miseráveis e os trabalhadores têm seus diretos mais básicos pisoteados.

Um operário da OAS que não quis se identificar relatou: “Nos trazem comida que nem um porco come, é estragada, podre mesmo, até tapurú (larvas) e as moscas ficam rondando e somos obrigados a comer… Além do mais as marmitas vêm com pouca comida e não podemos repetir, é uma pra cada um. Já os encarregados, gerentes, engenheiros e pessoal técnico, comem bem, comem em lugar separado, e a comida deles é sadia, além de poderem comer o quanto quiserem”.

Outro operário da Pampulha Engenharia, terceirizada da Odebrecht, nos conta que enfrentam “uma fila quilométrica com mais ou menos 9 mil companheiros pra almoçar” e que só tem uma hora para comer. Um outro funcionário alega que foi demitido por reclamar da comida, do salário e do pagamento das horas extras. Ao procurar o sindicato: nova decepção.

Continue lendo



Trabalhadores de Suape retornam ao trabalho nesta quinta
17/02/2011, 16:41
Filed under: notícias | Tags: , ,

Foi positiva a reunião entre a comissão de trabalhadores da Refinaria de Suape e os empregadores nesta quarta-feira (16). Ficou decidido que os funcionários, paralisados desde o último dia 9 desse mês, retornarão aos seus postos de trabalho na manhã desta quinta.

Segundo o presidente da comissão, José Adalberto da Silva, a reunião serviu para legitimar um processo de negociação que ainda deverá continuar. Amanhã, eles se reunirão em assembleia com a Federação Nacional da Construção Civil para apresentar todos os conflitos.

Adalberto afirmou que “uma maioria significativa voltará ao trabalho”, mas que a expectativa é que a totalidade dos trabalhadores retomem as atividades nos próximos dias. “Estamos no processo de convencimento entre nossos companheiros para mostrar que essa é a melhor maneira encontrada de atingir nossos objetivos”, disse.

O grupo reivindica melhores condições de trabalho e reajuste em alguns benefícios, como aumento no vale-alimentação. Durante um protesto no último dia 9, eles fecharam a PE-60, em frente à portaria 2 da refinaria da Petrobrás, em Suape, no Grande Recife. Durante a manifestação, um operário foi baleado na boca e outro ficou ferido.

Para os operários, o tiro partiu de um dos seguranças da refinaria.

Mídia corporativa: JC Online



Audiência entre empresa e operários discute situação em Suape
16/02/2011, 12:57
Filed under: notícias | Tags: , ,

Acontece na tarde hoje, na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT/PE), na Rua 48, bairro do Espinheiro, uma audiência entre o Consórcio Conest, responsável pela construção das unidades UHDT e UDA da Refinaria Abreu e Lima e representantes da categoria de operários para discutir a greve e as reivindicações da classe.

A reunião está marcada para as 13h. Foram notificados pelo MPT a Petrobras, o consórcio responsável pela execução da obra (Odebrecht e OAS), o Sinicon, o Sintepav, o Governo do Estado (Secretaria de Articulação Social, Trabalho, Defesa Social e Desenvolvimento Econômico), a SRTE e Prefeitura de Ipojuca.

Ontem o procurador-chefe do Trabalho, Fábio Farias, recebeu grupo de trabalhadores da obra. Entre os temas tratados estiveram a retomada dos serviços parados, a estabilidade dos trabalhadores e a apuração de um protesto que terminou com trabalhador baleado.

Segundo a Odebrecht, os 840 trabalhadores alojados, que não residem no Recife ou na Região Metropolitana, permanecerão em suas residências até serem convocados para retornar aos canteiros de obras.

 

Mídia corporativa: Diário de Pernambuco