recife resiste!


Trabalhadores da Refinaria e Petroquímica mantêm a greve
29/03/2011, 07:10
Filed under: notícias | Tags: , ,

Em assembleia, na manhã de ontem, em Suape, os trabalhadores das obras da Refinaria Abreu e Lima e da PetroquímicaSuape votaram pela continuação da greve, que já dura oito dias. Eles também mantiveram as reivindicações (cesta básica no valor de R$ 160 e pagamento de 100% das horas extras aos sábados) e decidiram fazer outra reunião na próxima segunda-feira, com os cerca de 34 mil trabalhadores (número da Confederação dos Trabalhadores, sendo quatro mil do Consórcio Conest, 12 mil de outras empresas da Refinaria e 18 mil da Petroquímica). Eles vão acertar detalhes para audiência de negociação, intermediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), na segunda, 10h. Na terça, o Tribunal  Regional do Trabalho (TRT-6) julga a legalidade da greve.

Todas as atividades dos dois empreendimentos continuam paradas e, de acordo com o Sindicato Nacional da Indústria Pesada (Sinicom), a greve envolve 28 mil trabalhadores – sendo 18 mil envolvidos nas obras da Refinaria e 10 mil da Petroquímica. Galvão explicou ainda que a comissão de trabalhadores assume um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) comprometando-se a só negociar horas extras novamente em 2012 e reajuste do valor da cesta básica apenas pela inflação. “Não estamos aqui para quebrar patrimônio, mas a decisão da assembleia tem que ser respeitada”, disse Galvão. Continue lendo



Trabalhadores voltam a parar a obra da refinaria
18/03/2011, 13:39
Filed under: notícias | Tags: , , ,

Os trabalhadores do Consórcio Conest – formado pelas empresas Odebrecht e OAS – voltaram a paralisar as obras do canteiro na Refinaria Abreu e Lima, no Complexo de Suape. Em assembleia realizada na manhã de ontem, os operários não acataram a proposta de acordo mediada pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT-PE) negociada entre a empresa e a comissão que representa os funcionários. Hoje pela manhã será realizada uma nova assembleia no canteiro e, na próxima segunda-feira, às 9h na sede do MPT, será realizada uma nova audiência para apresentar as considerações finais do processo de negociação, iniciado há um mês.

Se as partes não chegarem a um acordo, o Conest vai solicitar o julgamento da legalidade da greve junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) já na próxima semana. Mesmo com o apelo da comissão, que defendeu o acordo negociado no MPT, os trabalhadores não aceitaram a proposta do Conest de pagar 80% das horas extras nos sábados e o pagamento de R$ 130 de vale-alimentação. Na pauta, os operários pediram 100% de hora extra e R$ 300 de vale-alimentação. Durante as reuniões, aceitaram receber R$ 160 pelo vale.

O diretor de contrato do Conest, Antenor de Castro, disse que ficou surpreso com o resultado da assembleia e que não esperava que os trabalhadores voltassem a fazer paralisação na obra. “O MPT vinha tentando encontrar uma solução que atendesse às duas partes. A empresa negociou e cedeu até acima do que pretendia ceder para buscar um entendimento. O dissídio coletivo também já está próximo e os pontos mais polêmicos poderiam ser discutidos lá”, diz, lamentando a intransigência dos trabalhadores.

Continue lendo



Trabalhadores e Petrobras não chegam a acordo para encerrar greve na refinaria de Suape
13/03/2011, 22:25
Filed under: notícias | Tags: , ,

Parece faltar pouco, mas ainda não foi hoje que acabou a greve dos trabalhadores na Refinaria de Suape. Depois de mais de oito horas de negociação, não se fechou um acordo para encerrar em definitivo a greve, suspensa para intermediação. Os dois pontos que mais atrapalham o fechamento de um acordo, em defintivo, são as horas extras e o vale de alimentação. No caso do vale, os trabalhadores queriam R$ 300, mas a empresa oferecia R$ 80,00, já subiu para R$ 110. Depois, os trabalhadores já baixaram para R$ 200,00. O Ministério Público do Trabalho sugeriu R$ 160,00. No caso das horas extras, os trabalhadores pedem pagamento de 100% das horas trabalhadas. A empresa oferece pagamento de 755. Na tentativa de intermediação, o MP do Trabalho sugeriu o pagamento de 80%.

A Petrobras já aceitou construir um novo restaurante para os trabalhadores, de modo a reduzir o tempo de parmanência no café da manhã, antes do início da jornada propriamente dita. Também é pacífico a estabilidade de 12 meses para a comissão de negociação. Também aceita não descontar os dias de greve.

A greve começou há 28 dias, já gerou até quebra-quebra em Suape, mas foi suspensa no sexto dia, para intermediação do MP do Trabalho. O prazo das negociações esgota-se oficialmente no dia 16, justamente a próxima quarta-feira. A trégua, entretanto, pode não durar para sempre. A última reunião de conciliação, a quinta a ser realizada, está marcada para a próxima terça-feira, às 9 horas. A quarta audiência ocorreu nesta sexta-feira na Procuradoria Regional do Trabalho, na Rua 48, no Espinheiro. Foi coordenada pelo procuradores Sávio Farias, chefe da procuradoria do Trabalho, e Valdi Bitu Filho, procurador regional do Trabalho. Também contou com a presença do representante das empresas Antenor de Castro e o presidente da comissão de trabalhadores Adalberto da Silva.

Mídia corporativa: Jornal do comércio



Policiais do Batalhão de Choque são acionados para mobilização de trabalhadores de Consórcio
11/02/2011, 18:43
Filed under: notícias | Tags: , , ,

“Aqui, só volta ao trabalho quando decidirem pagar os benefícios”. A frase foi pronunciada por um dos mais de três mil trabalhadores do Consórcio Odebrecht/OAS (Conest), um dos responsáveis pela obra da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial Portuário de Suape. Os operários declararam greve na última segunda-feira. Os funcionários amanheceram, nesta sexta-feira (11), mais uma vez em frente ao canteiro de obras e impedem que outros passem pelo bloqueio.

Dois microônibus com vários policiais do Batalhão de Choque foram deslocados para o local. Até o momento, a movimentação é pacífica e sem tumultos, segundo um manifestante, que não quis ser identificado. Outras dez viaturas da PM também estão posicionadas. Ele informou que todas as passagens que dão acesso ao canteiro estão bloqueadas pelos trabalhadores.

Continue lendo



Profissionais não retornam ao trabalho após confusão na Refinaria Suape
11/02/2011, 13:14
Filed under: notícias | Tags: , ,

Nenhum profissional retornou ao trabalho nesta quinta-feira (10), na refinaria Abreu e Lima, em Suape, após os tumultos ocorridos nessa quarta, que resultaram no ferimento do operário Tiago Ramos de Souza, de 23 anos, que foi baleado no rosto.

De acordo com a assessoria do Consórcio Conest, empresa responsável pela construção da refinaria, todos os operários foram liberados até que haja segurança para o retorno das atividades. Ainda de acordo com o órgão, os representantes da categoria ainda conversam para chegar a um acordo.

A greve na obra foi motivada por reivindicações dos funcionários não atendidas pelo Consórcio. Uma das reclamações era o desconto da mensalidade do plano odontológico sem que sequer os trabalhadores tivessem recebido as carteiras do convênio.

Continue lendo